CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos


OXUM MENINA

À beira dos rios,
À beira das lagoas,
Córregos,
Cachoeiras,
Lagos e lagoas mansas,
Oxum Menina
E canções,
Oxum canta,
Oxum encanta,
Oxum reina,
Oxum manda,
Oxum brilha,
Ora iê iê ô
Oxum Divina,
Traz-me o vento
O seu canto doce,
Perene,
Pungente,
Como carícia
Leve e macia
Que nos penetra
E inspira,
Ora Iê iê ô
Oxum Divina,
Ora iê iê ô
Oxum Menina!
E no fim da tarde
Morena,
Nas águas doces
cristalinas,
É a sua voz
que ouço,
Ora Iê Iê ô
Oxum Menina!
E quando percorre
A brisa,
O leito do rio,
Serena,
Murmurando oração
A Maria e a Jesus,
Coro de Anjos
nas Alturas
resplandece
ao canto seu,
Oxum Divina,
E toda  luz,
Ora iê iê ô,
Oxum Menina!
Quedam-se todos
a ouví-la,
O seu canto
e o seu cantar,
Nas águas doces
serenas,
repletas de forças
plenas,
Oxum vive,
Oxum reina,
Ora iê iê ô,
Oxum Menina,
Ora iê iê  ô,
Oxum Divina.
Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 24/02/2011
Alterado em 18/12/2017

Música: Dona Oxum - Canto para Oxum.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.fatimatrinchao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários