CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos


 

OS DORMENTES DO TRILHO DO TREM

Os dormentes do trilho do trem

nas estradas

conduzindo vão,

sonhos, saúdes,saudades,

os dormentes do trilho do trem

nas  estradas

conduzindo vão,

o trem apitando lá na curva,

chamando quem vai seguir,

café com pão,

café com pão,

café com pão,

chamando quem vai chegar,

chamando quem não quer ir,

distanciando os amores,

'tá na hora de partir,

os dormentes das estradas,

que céleres conduzem

os trens,

que vão chamando

e apitando,

chegada sim,

partida não,

chegada sim,

partida não,

chegada sim

partida não

quem dera os dormentes

do trem,

no trem

só trouxessem os amores,

o bem querer,

e as flores,

a saúde,

e os bons momentos,

e levassem na partida

dissabores,

mal querenças,

rançores

e desavenças,

Os dormentes das estradas,

conduzindo vão,

sonhos, saúdes,saudades,

os dormentes da estrada

conduzindo vão,

os trens que apitam

chamando,

chamando quem

vai chegar,

chorando

quem vai

partir,

 

chegada sim

partida não,

chegada sim

partida não,

chegada sim,

partida não!

Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 09/06/2011
Alterado em 25/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.fatimatrinchao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários