CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos

  LIBERDADE !

 Archotes vários iluminam os vãos

da velha cidade,

colônia primeira do velho mundo

no novo mundo que brilha,

 

Archote, em mãos do feitor,

que olha em volta e da sua busca

nada encontra,

e apronta...

Nos arcos da velha cidade nova,

ao rés do chão, esconde-se

trêmulo, o jovem rapaz,

escravo

não mais o será

jamais;

fugido, sim...

mas livre!

Vai-se o feitor,

de mãos vazias,

sem trabalho para

o seu chicote,

De um pinote

 levanta-se o jovem,

corre, corre

e baixinho canta,

corre pelas ruas,

agora escuras,

vida cruel, vida dura!

Ganha o mundo, adeus!

Com força e vontade,

libertará os seus,

ganha a esperança,

ganha a vida.

Alcança a liberdade,

Graças a Deus!

 







 

 

 

 

 






 

Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 18/09/2011
Alterado em 06/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.fatimatrinchao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários