CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos

A DANÇA


Num vôo rasante um canto, encanto crente, ateu, flecha
Que risca o espaço, compasso  no  corpo seu.
A flecha que arremesso, a flecha que me arremessam.
E Ligeira corta o ar, vem  célere, franca, inteira,
 
Trazer-me donde eu diviso, recados,  largos avisos.
A flecha que arremesso, viaja  ligeira
no ar, traz-me célere o seu canto,  
no doce encanto do mar,

Resgatando amorosas,
tais serenamente rosas

esperanças  plenas, inteiras,
 
 
Num momento tão profundo,
Vorazes, felizes, juntos
Dançamos
A dança do mundo.
A dança do mundo é bela,
A dança no mundo, encanta
A dança para quem reza
Dançando em oração,
A dança que afaga e que agita
O coração.
O Coração,que é canção,
O coração em canção,
Que alegre encontra a dança,
Que alegre nele habita,

E na hora de escolher,
Entrementes  nos incita
Entre lutar tão grande
luta
ou plenamente
viver,
Na busca profana e augusta,
Na  alegria insana,
Nesta beleza de ser.
 
 
 
 
 
 



 
Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 16/05/2012
Alterado em 25/11/2017
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários