CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos


ABUTRES

Cansada e só,
até os abutres zombam de ti,
deixastes cair o orgulho,
a força,
a esperança,
a destreza,
a agilidade,
a fé.
Assemelha-te a um trapo humano,
um pedaço roto e vencido.
Na batalha,
entre morto e feridos,
salvaste tua pobre pele,
o sol declina,
(vermelho de pavor).
E tu,
tu caminhas entre os escombros da cidade sem destino.
Assim Helena,
sem força,
sem esperança,
sem orgulho,
sem fé...
assemelha-te e muito,
a uma bandeira desfraldada em vão,
na qual,
até os abutres fazem pousada,
ai então,
então,,,
zombam de ti.
Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 05/09/2014
Alterado em 01/03/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.fatimatrinchao.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários