CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos

MIRAMAR
Mirar este mar ateu,
Até o mais insondável de seus
Abismos,
Envolto em nuvens e brumas
A extasiar-me em brilhos e véus,
Em silencioso noturno.
Ai brumas,
Ai ventos,
Ai breus.
Envolto em nuvens
E brumas,
Mirar este mar de
Deus
Sinfonia primorosa,
Silencioso noturno.
Ai brumas,
Ai ventos,
Ai breus.


Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 03/07/2016
Alterado em 25/11/2017


Comentários