CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos


PERPLEXO

Quantas pontes infindas e caras,
Que formam conexões         
Que levam, traçam e traduzem
O caminho e seu caminhar.
De repente lhe vi chegar,           
O retorno sim, vi perplexo!
De repente, um largo amplexo,
Reflexo doutras eras.
Disparo frases sem nexo,
(não me canso de lhe mirar).
Neste desfecho complexo.
Quantas pontes infindas
E raras,
E suas conexões.
Perplexo, um longo amplexo
De Doutras eras, reflexos.
De repente...lhe vi chegar..
 

 
Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 16/10/2016
Alterado em 25/11/2017
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários