Fátima Trinchão
Poesias, Contos, Crônicas
Textos
AUSÊNCIA


Saudade é a ausência,
É dor dorida que nos abate,
De alguém que se vai,
de alguém que parte.
E na esteira dessa tal saudade,
relembranças agitam e se refazem
Num turbilhão de emoções e alegrias
Que um dia, outrora vadias,
São-lhe agora
de momento a momento revividas,
transmutando e amenizando a partida.

E é nessa dor que nos dói todos os dias,
E é nessa falta que sentimos,
Tão constante,
Na saudade, que a distância
Nos impõe,
Na ausência tão amarga,
faz-se  insana,
Que aos quatro ventos,
Nos seus cantos,
Se proclama,
Volte logo,
e correndo,
a quem lhe
Ama!




,








 
Fátima Trinchão
Enviado por Fátima Trinchão em 13/02/2009
Alterado em 07/03/2016
Comentários